Menu

Monte Verde - Minas Gerais

Com excelente turismo, baixas temperaturas, clima romântico e natureza privilegiada são praticamente sinônimos de Monte Verde. Cercada pelas montanhas da Serra da Mantiqueira, a estância fica a mais de 1.600 m de altitude e freqüentemente é chamada de Suíça brasileira. O charme da arquitetura local, a natureza, a estrutura turística e a gastronomia incentivam a comparação. Monte Verde tem belíssimas casas em estilo europeu, morros, pedras, picos, mais de 140 hotéis e pousadas, e inúmeros bares e restaurantes que encantam tanto pela simplicidade da comida mineira como pelo sofisticado fondue ou pelos exóticos pratos com carne de javali criados na região.

Os costumes trazidos pelos primeiros moradores, o casal letão Verner Grinberd e Emilia Grinberd, e pelos letões, alemães, suíços e italianos que foram chegando depois, também colaboram para o 'ar europeu' que se respira em Monte Verde. Mas a vila tem personalidade e sotaque próprio. A hospitalidade, por exemplo, é típica do povo mineiro. Basta ir a uma das casas de chá ou entrar em um dos pontos de venda de queijos e vinhos, localizadas na principal avenida da estância, para ter certeza que o clima pode ser suíço, mas o prazer em receber é do autêntico mineiro. Ninguém sai sem "provar um bocadinho".

Acolhedora, Monte Verde recebe e agrada famílias com filhos pequenos, jovens em busca do ecoturismo e casais apaixonados - a vila recebe muitos casais em lua-de-mel. A geografia local colabora para essa união de interesses tão diferentes, pois atende tanto quem busca o turismo contemplativo, como quem não se contenta apenas em apreciar belas paisagens e quer interagir, explorar e "viver" mais emoções do que cabem em um álbum de fotos da viagem. Ou seja, Monte Verde oferece prazeres para quem só quer fazer uma boa caminhada pela manhã, saborear um strudel numa charmosa casa de chá, namorar à beira da lareira, cavalgar com as crianças e também para os adeptos do montanhismo e do radical rappel.

Tire o cachecol da gaveta e venha conferir! Por enquanto, saiba um pouco mais sobre Monte Verde com o nosso Guia de Monte Verde. A história, o clima, as atrações turísticas, como chegar e muito mais!

Informações de Monte Verde - MG

Número de habitantes em Monte Verde

Monte Verde tem cerca de cinco mil habitantes, divididos entre o Centro e a Vila da Fonte.

A infra-estrutura hoteleira em Monte Verde

Cerca de 4.000 leitos (ou UHs – Unidades Habitacionais), em aproximadamente 140 hotéis e pousadas, de todas as categorias.

A infra-estrutura comercial em Monte Verde

Pela avenida Monte Verde (que começa no portal e vai até a Vila da Fonte), estão os principais bares e restaurantes, além do Shopping Celeiro, as Galerias Suíça, Vila Europa e Beija-Flor e o Boulevard Gressoney.

A área de Monte Verde

Monte Verde ocupa entre 500 e 700 alqueires, incluindo áreas preservadas. Trata-se de uma verdadeira ilha verde cercada de montanhas por todos os lados.

A altitude de Monte Verde

1.600 metros (obs.: a Pedra Redonda fica a 1.990 metros de altitude).

O clima em Monte Verde

Devido à sua altitude, Monte Verde tem um clima seco e frio. No verão a temperatura media é de 26°C durante o dia e 14°C à noite. No inverno, oscila entre –10° C e 25º C. Durante o dia, mesmo no inverno, a temperatura pode ultrapassar os 20° C. A partir do meio da tarde, porém, começa a cair e chega rapidamente a 6° C, 7°C.

A economia de Monte Verde

O turismo e o comércio formam a base da economia local. Sabonetes, blusas de lã, artesanato em madeira, queijos e chocolates estão entre os itens produzidos pelos próprios moradores de Monte Verde. A construção civil também responde por boa parte dos empregos na vila.

Os prazeres da mesa em Monte Verde

Desde a autêntica comida mineira, passando por trutas pescadas pelo cliente e pela tradicional comida italiana, até as novidades da culinária contemporânea ou a sofisticação do fondue, Monte Verde agrada a todos os gostos e ainda oferece deliciosos lanches de fim de tarde, como manda a tradição serrana. No roteiro gastronômico existem ainda as casas de chá e de queijo, chocolates deliciosos, crepes e espetinhos de morangos cobertos com calda de chocolate. Não há quem resista!

Nos finais de semana, o vai e vem de turistas pela avenida Monte Verde se mistura ao movimento dos bares com mesas externas. Alguns são ocupados desde o começo do dia – servem café da manhã – até o fim da noite. No decorrer do dia, o cardápio muda, dependendo da temperatura. Alguns pratos, porém, já se tornaram quase obrigatórios: ir à Monte Verde e não comer truta, por exemplo, é mais ou menos como ir à Salvador e não comer um acarajé. O strudel, servido nas casas de chá, docerias e hotéis, é imperdível. A receita, trazida pelas primeiras européias que povoaram a vila, se manteve intacta e guarda um sabor especial e peculiar. No jantar, o forte são os fondue de carne e queijo. Eles estão em praticamente todos os cardápios e costumam fechar a noite.

O aeroporto de Monte Verde

A 1.600 m de altitude, é o mais alto aeroporto do Brasil e recebe aeronaves de pequeno porte. Do mirante pode-se enxergar toda a extensão da vila, além das Pedras Partida, Redonda, Chapéu do Bispo e Pico do Selado.

A flora de Monte Verde

Encravada na Serra da Mantiqueira, Monte Verde tem uma flora natural riquíssima, composta basicamente por liquens, musgos e flores silvestres, como bromélias. Com a chegada da primavera, em especial a partir de novembro, a paisagem "urbana" ganha o colorido das hortênsias, flor ornamental presente em quase todas as casas, hotéis e pousadas. Já as florestas de araucária encantam o ano inteiro. A partir de Camanducaia até Monte Verde, a paisagem é essa: muitas araucárias nativas, algumas centenárias. Há, inclusive, registros de araucárias de mais de 300 anos. Além de trechos da Mata Atlântica (incluindo as araucárias nativas), a região tem uma extensa área de reflorestamento formada por pinheiros e eucaliptos. Boa parte da mata original é protegida por lei e faz parte da APA - Área de Proteção Ambiental - Fernão Dias.

A fauna de Monte Verde

Esquilos não andam pelas ruas, mas podem surpreender o turista em caminhada por alguma trilha ou nos bosques da região. Pássaros como o beija-flor, tucano e gavião também são comuns na área.